Tagless: tecnologia do conforto

Durabilidade, discrição e fim do incômodo são os melhores resultados que esta inovação nas etiquetas oferece. Peças de roupa sem etiqueta já são preferência das grifes, confecções e consumidores mais exigentes, conheça esta tecnologia que inovou o mercado.

Postado no dia em Produtos

Produtos

Você já deve ter se incomodado por diversas vezes com aquela etiqueta costurada do lado de dentro da roupa. Em algumas camisetas ela aparece na gola, em outras na lateral... mas não importa onde, ela incomoda tanto que, muitas pessoas, assim que compram um roupa nova, vão direto cortar a etiqueta fora antes de vestir pela primeira vez. Inclusive, pesquisas foram realizadas e indicaram que 2/3 dos consumidores declararam se incomodar muito com isso.

Não é à toa que a tecnologia tagless vem conquistando as confecções, grifes de roupas e os consumidores mais exigentes. Em inglês, significa sem etiqueta (tag é etiqueta, less é sem). Ou seja, esta tecnologia dispensa a etiqueta de tecido sintético que é costurada no interior das roupas. Com a tecnologia aplicada na produção e aplicação de thermotransfers, a tagless é resultado de uma ideia inovadora para etiquetas de roupa: transfers no formato de uma etiqueta convencional com todas as informações necessárias são produzidos e aplicados em qualquer área da roupa, geralmente sendo na gola de camisetas e na região do cóccix em calças.

Desde 2002, quando a marca Hanes lançou sua primeira linha de camisetas de algodão e underwear com a novidade tagless, já sabia-se que esta novidade não seria apenas uma moda passageira. Ela conquistou os esportistas, os exigentes e o público em geral, passando a ser um requisito básico para grandes marcas de moda, fitness e confecções.

Durabilidade, discrição e conforto são grandes resultados que esta pequena etiqueta promove! E ela é aplicável nos mais diversos tipos de tecido, ou seja, não importa qual seja a peça de roupa, ela pode ter uma tagless.

Este é mais um dos serviços que oferecemos a grandes empresas do país.

Para saber mais sobre tecnologia tagless, clique aqui.

< Voltar

Leia Também